5 dicas valiosas de como passar de funcionário temporário para fixo

As notícias sobre a contratação de temporários para Natal são animadoras e revelam a gradual retomada da economia. É estimado que cerca de 91 mil pessoas serão contratadas neste fim de ano para atender aumento da demanda sazonal, o que representa 4% a mais do que foi registrado em 2018 (87,5 mil); é o melhor resultado nos últimos 6 anos. Os dados são da CNC, (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), que também aponta a taxa de efetivação que deve ficar em 26,1%. A palestrante e especialista em vendas, Prisicilah Plaça, que há mais de 20 anos se dedica à formação de grandes equipes comerciais, acredita que quem for contratado como temporário tem real chance de ser efetivado ao final do contato se estiver alinhado às expectativas do empregador, além de ter atitudes que fazem a diferença.

“As pessoas que forem contratadas para essas vagas temporárias devem estar preparadas para apresentarem resultados no curto prazo. Quanto mais técnicas, mais conhecimento sobre a empresa, melhor será o seu desempenho. Fora isso, a proatividade e o ‘senso de dono’, são atitudes muito valorizadas pelos empregadores que ao final são determinantes no ‘sim’ pela contratação como fixo”, explica a especialista.

Um outro ponto apontado por Priscilah é ‘o fazer além do que é pedido’. Os contratados devem aproveitar o curto espaço do contrato para entregar mais do que é esperado. “Isso ele pode fazer seja por meio de uma sugestão de nova de estratégia de venda, ou mesmo de uma tomada de decisão que pode levar a melhores resultados. Com essa iniciativa, o temporário se destaca dos demais e pode trazer até de repente proporcionar uma nova visão que nem o empregador, ou a equipe efetiva ainda tiveram”, ressalta Priscilah.

Quer ser contratado? Anote essas dicas práticas da especialista Priscilah Plaça:

  • Não tenha cabeça, nem atitude de temporário – pois isso coloca o empregado em um patamar de descompromisso, sem responsabilidade com a empresa.
  • Aja como não fosse temporário – sendo proativo, entregando mais do que é esperado.
  • Leve as suas ideias – aproveite esse curto tempo pra dar o seu show, mostrar o seu comprometimento, seus objetivos profissionais e que o empregador ganhará com a presença definitiva do funcionário.
  • Faça a política da boa vizinhança, saiba trabalhar em equipe – é importante saber escutar os colegas e ter um bom relacionamento com todos.
  • Foco no resultado – mostre que está lá para ajudar o dono do negócio a ter um bom desempenho, não só quando aumenta a demanda no fim de ano, mas durante todo o ano.

Fonte: Jornal Contábil - 25/11/2019

Últimas Publicações

© 2018 | Desenvolvido por: TBrWeb